quinta-feira, 23 de abril de 2009

Fator Jean


Buenas caros amigos debatedores,

Há algum tempo tenho ouvido opiniões de que o volante Jean tem sido o mais regular de nossos jogadores, na atual temporada.

Porém também parece haver um consenso de que nesta temporada o São Paulo tem atacado melhor e defendido pior, comparado com o time do ano passado. Mas o que teria mudado?

Para este ano contamos com a chegada de Renato silva, que tem se mostrado uma grata surpresa na zaga tricolor, com boas atuações, além das contratações de Arouca, que pode tanto trabalhar no setor criativo, como no setor defensivo e Eduardo Costa, um autêntico primeiro volante, que se destacou no Grêmio no início de carreira, alcançando até uma convocação para a seleção brasileira.

Ok, mas parece que essas duas peças ainda não se encaixaram no tabuleiro tricolor, sendo assim, nosso meio campo continua jogando com as cartas que tínhamos na temporada passada, mas porque então nosso setor defensivo piorou tanto?

Essa é uma pergunta de difícil resposta, mas tentarei explicar com minhas teorias baratas e amadoras:

Em um possível cenário, acredito o novo posicionamento do Hernanes em campo seja uma das causas da mudança de postura da equipe, visto que na temporada passada ele atuava como um segundo volante que auxiliava e muito na marcação do meio campo e apoiava quando preciso o setor ofensivo e criativo do time, já na atual campanha do tricolor, parece-me que ouve uma inversão no papel táctico do nosso craque, com o peso da consagrada e gloriosa camisa 10 nas costas, hoje ele atua mais como um meia de criação e quando possível auxilia na marcação do meio campo, mas já sem aquela pegada na marcação que marcou suas atuações de anos anteriores.

Como nosso outro meia, o Jorge Wagner, também não tem características de marcação, criou-se um buraco no meio campo, espaço hoje que é ocupado apenas pelo nosso garoto prodígio, o Jean.

Mas como delegar a um garoto, que começou a se destacar no time somente no ano passado, função tão importante, como a de proteger sozinho a zaga tricolor?

Jean faz o possível, corre, marca e ataca, mas não consegue cobrir sozinho uma faixa tão grande de campo. Esse problema parece ficar mais visível, quando enfrentamos times com um poder de fogo maior, como o Corinthians, por exemplo.

Então eu me pergunto: “Seria o Jean o cara certo para jogar a frente da zaga?”. Ta certo que o moleque fez um bom começo de ano e já demonstrou ter muito potencial, mas levando em consideração suas características de jogo, parece mais viável que sua posição seja a de segundo volante, com função táctica semelhante a que exercia o Hernanes, antes de ser promovido a meia, camisa 10 e craque do time.

Eu vejo no garoto um bom potencial ofensivo e um bom poder de marcação, características marcantes para o papel de um segundo volante que dá o primeiro combate, sai pro jogo e imprime qualidade na saída de bola e na transição defesa - ataque, porém para isso ele precisaria de um cão de guarda, uma proteção, um carregador de piano, como resolver isso?

As opções não são muitas, no atual elenco poderiam exercer tal função: o Richarlyson, o Eduardo Costa, o próprio Zé Luis, que vem quebrando o galho na lateral direita e até mesmo o Arouca.

O Richarlyson há tempos não vem apresentando o futebol que o destacou em 2007, o Zé Luis também já foi tentado no setor, mas não obteve tanto sucesso, talvez o Eduardo Costa possa ser uma solução plausível, porém seu futebol ainda é uma incógnita, já o Arouca, além de parecer perdido no esquema do Muricy, quando atuou nesta posição no Fluminense, obteve seus piores desempenhos.

Portanto uma outra saída seria a contratação de um volante de contenção clássico, aquele que segura a bronca lá atrás, carrega o piano e da tranquilidade a defesa e confiança ao ataque. Talvez à volta do Josué? Quem sabe. Talvez o Mineiro queira voltar? Não sei!

O que sei é que o Pierre do Palmeiras/Traffic, cairia como uma luva nesse esquema do São Paulo. Imagine um meio campo com Pierre – Jean – Hernanes – JW/Arouca, num esquema 4-4-2 ou Zé Luis/ WD – Pierre – Jean – Hernanes – Junior César, usando o 3-5-2, seria um meio campo digno de uma seleção brasileira.

Sonho Meu.

4 comentários:

Claudera disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudera disse...

Ha no meu ver o Hernanes no meu está tendo dificuldade de jogar devido a marcação que antes não acontecia nele. Antes ele era marcado apenas com a bola nos pés e hoje em dia vem sendo marcado sem ela. Vai ter que se acostumar a jogar assim, antes ele marcava apenas e hoje é marcado.
Hernanes é o típico meia inglês e tem que fazer esse papel e se acostumar em marcar, armar e ser marcado (assim como joga Lampard, Gerrard).
Jean é titular absoluto o problema é que o Hernanes não está ajudando muito nesses últimos jogos e o Jean vem sendo sobrecarregado. A opção é armar o time ou tirando um zagueiro ou um dos 3 atacantes pra fortalecer o meio e começar a perder menos bolas nesse setor que vem prejudicando a zaga e o ataque por nem marcar tão bem e nem armar a equipe. As lesões prejudicaram? Sim, mas não é desculpa para o time estar jogando tão mal. É agora trabalhar essas semanas e armar melhor a equipe e definir um melhor sistema de jogo.

Edison Junior disse...

Ótimo texto, Flávio!
Para mim o Hernanes ainda não se adaptou à nova posição. Está meio perdido jogando mais avançado e não está marcando como deveria.
Isso pra não mencionar os erros bobos de passe, mas esse é um mal que vem assolando o time desde o ano passado.

Euclides "Jun" disse...

Bom texto, Flávio. É a mesma linha de raciocínio que eu tenho. Ou recua o Hernanes e ele volta a jogar como volante ou põe outro volante no time. Do jeito que está não pode ficar. E não precisamos do Pierre. Temos o Eduardo Costa e o Richarlyson que não estão sendo aproveitados. Ou ainda o Wellington como o Rogério lá da comunidade já tá pedindo faz um tempinho.