terça-feira, 31 de março de 2009

As "brigas" do Tricolor no Paulistão...



Pelas últimas rodadas do Paulistão, o São Paulo enfrenta Guaratinguetá e São Caetano com particularidades que chamam mais a atenção para a briga com a FPF do que para a briga na classificação às semifinais: na primeira partida o jogo foi remarcado para às 15:45, numa quinta-feira, na segunda, transferido para Presidente Prudente, cidade distante, aproximadamente, 500 km da Capital.

O São Paulo alega retaliação da Federação, pela briga que nasceu após o caso Madonna/Tardelli/Del Nero. Acena até com a possibilidade de levar uma equipe formada por garotos para a última rodada.

Particularmente, vejo mais “manobra” no primeiro jogo da semana do que no segundo.

Vejo o São Caetano com o direito de jogar onde quiser no Estado de São Paulo, visto que ele é o mandante da partida. Se ele julga ser mais rentável jogar em Prudente, mesmo eliminado do torneio e ciente que o estádio será ocupado por boa parte da torcida adversária, é um direito dele e isso tem de ser respeitado.

Já contra o Guaratinguetá, não vejo tantas justificativas para a mudança de horário, dando razão a uma possível retaliação. Alegam que a emissora que transmite os jogos tem direito de mexer na grade e assim o fez, mas qual a vantagem ela vê em mandar o jogo do São Paulo para o meio da tarde? Confesso que não vejo muitas, do ponto de vista da emissora. Se alguém puder me mostrar, eu ficaria grato.

Mas também me surge uma outra dúvida – essa, positiva – nessa mudança: será que o público do Morumbi seria tão diferente do que temos visto nas noites de quarta/quinta-feiras, pelo Paulistão? Será que isso não seria vantajoso para o São Paulo como nos tempos da Libertadores de 94, quando, principalmente, os estudantes ocuparam boa parte do Morumbi nas “Sessões da Tarde” que o Tricolor promoveu, na disputa do torneio?

3 comentários:

Edison Junior disse...

Os horários de 21:45 e 15:45 para um jogo durante a semana são a mesma coisa, ambos indecentes. A única vantagem do último é que os jogadores e nós poderemos dormir mais cedo. Como você disse, talvez nem tenha muita diferença de público.
Com relação a colocar o time dos meninos pra jogar, coloca e pronto, não precisa ficar fazendo ameaças e chantagens, porque a FPF não está nem se lixando para isso.

Claudio disse...

Acho que o mais errado é o do São Caetano. Pq era no Anacleto e eles mudaram durante o campeonato.

Já o jogo das 15h já estava no regulamento qdo assinamos, não só esse como todos os outros horários. O São Paulo acabou não parando pra ler e ver c realmente concordava e só na hora qdo realmente viu a situação começou a reclamar.

Depois que assinou o regulamento e oq estava escrito depois já era.

Mateus Woszak disse...

Já o jogo das 15h já estava no regulamento qdo assinamos, não só esse como todos os outros horários. O São Paulo acabou não parando pra ler e ver c realmente concordava e só na hora qdo realmente viu a situação começou a reclamar.

Então o horário já estava definido desde o início, Cláudio? Bom, é uma boa justificativa, eu desconhecia esse horário. E mesmo que não estivesse, se consta no regulamento essa mudança, realmente você tem razão e não tem muito o que se reclamar...

Valeu.